As horas que tem o sol

c65bde5405efd08f3a744cbc1d8d5d4f

Há qualquer interesse pelo sol das horas que não vingam
das horas que se disfarçam entre memórias.

Sou dessas que não se reitera
sou um céu com todas as nuvens que se possa imaginar.

Meus redemoinhos se renovam todos os dias
se acordo no meio da madrugada perco o sono.

Não me interesso é pelo esquecimento:
meus sonhos são passageiros e incapazes.

Escuto para relembrar, calo para me curar.
já não sou tão forte, nem rebelde.

Contar as horas pelo sol que perdi
é mais do que temer a morte, é pavor de esquecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s